Prefeito Eduardo Bandeira de Mello

Candidato a prefeito do Rio de Janeiro.
Ex-presidente do Flamengo.

 

Gestor por 36 anos no BNDES.
Administrador pós-graduado pela UFRJ.

Eduardo Bandeira de Mello tem 67 anos e é aquele típico carioca pra ninguém botar defeito: tijucano, estudante de escola pública, fanático por futebol e pelo Flamengo, cresceu vendo grandes clássicos no Maracanã com o pai e os irmãos e, claro, é apaixonado pelo Rio de Janeiro. Hoje, pai de três filhos e avô dedicado, faz questão de manter essa tradição bem viva na família.

Na carreira, é implacável. Administrador pós-graduado pela UFRJ, teve uma trajetória de excelência em seus 36 anos de BNDES. Foi responsável pelo Programa de Modernização das Prefeituras, chefe do Departamento de Saneamento e do Departamento de Meio Ambiente e, nos últimos anos, trabalhou na área de infraestrutura, com projetos inovadores de logística e transportes. Até que, em 2013, aconteceu um grande encontro entre sua maior vocação, que é gerir, e sua maior paixão, o futebol.

Assumiu a presidência do Flamengo em um momento de forte crise, resultado de várias administrações conturbadas. O desafio era grande, mas a experiência como gestor e o amor pelo clube deram conta do recado. O clube deu uma guinada histórica, preparando terreno para os títulos que vieram na sequência, enquanto Eduardo Bandeira ganhou vários prêmios de gestão e transparência, sendo destaque no jornal Americano The New York Times.

Os excelentes resultados o tornaram um exemplo de gestor em nível nacional, ficando evidenciadas suas capacidades de liderança, planejamento, articulação, gerenciamento, relacionamento, gestão financeira e cumprimento de metas e objetivos.

Não à toa, seu nome passou a figurar, de forma natural, como um possível candidato a se tornar exemplo positivo de uma nova geração de políticos. Em 2018, se filiou à Rede Sustentabilidade e concorreu como Deputado Federal. Mesmo não conseguindo a eleição, manteve seu nome forte e, agora, lança sua candidatura à prefeitura do Rio de Janeiro.

Todas as qualidades de Eduardo Bandeira de Mello se encaixam perfeitamente entre aquelas que se esperam também de um gestor público, especialmente para o Rio de Janeiro, que passa por um momento marcado por denúncias de má gestão e corrupção. O Rio de Janeiro vive hoje uma crise, assim como vivia o Flamengo até 2013, quando lutava para escapar do rebaixamento e afundado em dívidas.

Todas as vezes que a vocação e a paixão de Bandeira se encontraram, o brasileiro viu, vibrou e se emocionou com o resultado. Agora, nossa cidade tem a oportunidade de mais um encontro de sucesso: a vasta e triunfal experiência como gestor abraçando uma outra grande paixão, o Rio de Janeiro. E o passado recente nos deixa bastante otimistas sobre o desfecho dessa história.

Share This
×

Olá! Obrigado por fazer parte ativa da nossa campanha pelo Rio que amamos. Sem você será impossível conquistar essa vitória tão importante para nossa cidade. Qual é o seu nome?

×